Olá amores, tudo bem com vocês!

Dei uma sumidinha, mas cá estou eu!

Na minha cidade deu uma esfriadinha, chuva, o ambiente perfeito para assistir alguns filmes.

Por isso tenho várias indicações legais, dentre elas o filme Histórias Cruzadas.

Ele é um filme de 2011, que se passa nos anos 60, retratando como as pessoas negras eram tratadas, mais especificamente as mulheres  negras que trabalhavam como empregadas, deixando suas famílias de lado muitas vezes para servir a família de seus patrões.

O questionamento se da, pelo fato de, essas mulheres serem tratadas de maneira tão desvalorizada, e serem consideradas tão indignas, mas ocuparem o papel de criação dos filhos das senhoras brancas que se acham superiores e são tão fúteis.

Deixando de lado a educação de seus filhos, que deveria ser prioridade.

E esse questionamento surge no filme, justamente por uma jovem chama Skeeter, que foi criada por uma mulher negra, se revolta pelo seu sumiço, e começa a observar o tipo de tratamento que as outras empregadas recebem.

Skeeter é um mulher empoderada, a frente do seu tempo, que trabalha, tem sonhos e seu objetivo de vida é muito maior do que ser esposa.

Ela começa a escutar e escrever sobre as empregadas, fazendo com que as mesmas comecem a se valorizar e a se rebelar de certa forma contra essa sociedade injusta.

Ao mesmo tempo que mostra cabeças se abrindo , e mulheres que naquela época sobre toda pressão da sociedade, viam as empregadas como amigas, e o mais importante como pessoas, valorizando o que representavam em suas vidas.

Recheado de cenas engraçadas, de lições importantes, de questionar o preconceito que infelizmente ainda é um tema atual, o filme é muito bem feito, e está recomendadíssimo.

Vocês podem assistir no Netflix, e ele começou a passar recentemente no Telecine.